Daily Archives: 12/09/2014

#day25

De hoje:

– regressar ao sítio onde percebi que sim, é possível encerrar capítulos em paz, com paz. Onde é possível falar de tudo sem grandes limitações de tempo. Mesmo percebendo que há feridas que ainda doem. Já menos, mas ainda assim doem;

– ser convidada a dar a cara pelos 25 anos de um projecto que sempre se respeitou. E que depois de conhecer na primeira pessoa posso dizer “ainda bem que este projecto existe”. E se antes o respeitava, hoje entendo na pele a sua importância. E acredito nele. E por estar tão grata aceito dar a cara por ele…{mais sobre este assunto a seu tempo e se realmente for para a frente};

– ir buscar, de surpresa, o sobrinho Minhoca e ser recebida com um sorriso de felicidade e de braços enrolados no pescoço da tia;

– ser recebida pelo ‪#microsobrinho Pipoca em puro êxtase;

– ter os dois sobrinhos, em coro, a chamar pela tia;

– abraços e beijos e beijinhos em simultâneo aos dois na hora de vir embora e dizer ao Minhoca “sabes uma coisa?”, o quê, tia? “gosto muito de ti”, oh, mas isso eu já sabia, tia! E ambos encolhermos os ombros e rirmos;

– tempo para pensar novamente. Pensar em tanta coisa, que parece pouca mas é imensa. Enxugar lágrimas que, afinal, ainda despontam facilmente. E voltar a pensar. Em tudo. E em nada. E voltar a confirmar certezas. E voltar a questionar incertezas. Sem questionar questionando[-me];

– sorrir. Sim, sorrir apesar das lágrimas e das feridas ainda abertas. Porque, apesar de tudo, valeu a pena. Ou “valeu a pena”. Por ter aprendido tanto e ter ganho tanto quando achava que tinha perdido tanto, ou até mesmo tudo. Na verdade ganhei muito. Nunca mais do que o que perdi, mas ganhei tanto. E sou grata por isso;

– voltar para casa antes do previsto e perceber que já chega de fugir. O meu ponto de fuga vai estar lá sempre, para conseguir colocar as coisas em perspectiva. Mas é tempo de parar e deixar de fugir. De mim. De nada mais.

Hoje? Foi um dia se calhar um bocadinho menos bom, mas bom ainda assim. E as certezas, essas, ficam comigo. Todas.

10626609_10152469915898800_7710365560128141110_n