#day155

Farta.
Do frio. De me mascarar de cebola, tantas são as camadas de roupa. Cebola com tendência para chouriço. Fartinha, tanto, de pés gelados mesmo com 3 pares de meias.

Farta também da areia nos olhos (note to self: comprar nova embalagem de gotas. Para ontem!), de nariz em modo torneira e de lenços de papel.

Farta também de histórias que não fazem História. Especialmente por serem mal contadas e repetidas.
Farta de falsas verdades que não quero chamar mentiras mas que o são na verdade.

Cansada também. De tanta coisa que não cabe aqui mas que faz parte do meu caminho, do meu processo. Que cansa e faz tropeçar.

O caminho é longo. Ainda é. E é bem-vindo quem quiser fazer parte dele. Quem não quiser também não é obrigado.

Por outro lado, sozinha ou não sozinha, é um dia de cada vez, um passo atrás do outro, com mais ou menos tropeções. Com mais ou menos equilíbrio. Mas para manter o equilíbrio é necessário seguir em frente. Não é essa a regra fundamental para andar de bicicleta? =)

Com mais ou menos frio, façamo-nos à estrada então. Com quem está e com quem não está, mas sempre em frente ♥10943036_10152767517678800_1524211377273063789_n

{comentários}