#day290

Hoje, sono. Muito. Depois de uma noite como há muito não tinha. Em branco. Sem motivo. Ou cheia deles sem saber. Sem perceber. Sabendo. Percebendo.

E, ao longo do dia, a memória. As memórias. As boas. As menos boas. Mas acima de tudo as más. Novamente.

E saudades também. Do que não é. Mas podia ser. Podia? Não sei. Mas sinto-lhe a falta. Quem sabe na próxima semana essa falta se vá.

Por agora, o sono. As memórias. Todas elas. A certeza do que quero. Do que não quero. A incerteza do que é. Ou não é. Ou podia ser. Só que não.

Vou para dentro. Vão vocês também.11350643_10153083219658800_2089740640468700475_n

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.