Daily Archives: 12/08/2015

#day359

Da memória: sem dúvida o meu pior inimigo. De duas faces.
A das boas recordações do que já foi e deixa saudades, quando basta uma música para me fazer viajar 21 anos no tempo e reviver tudo como se tivesse sido ontem. É tudo tão mais simples e fácil quando se tem 17 anos…

A face escura, cinzenta. Das memórias que pesam ainda. Que magoam. Que picam e rasgam por dentro. Recordações de há um ano. Onde revivo, novamente, tudo o que vivi, o que senti. As dores. As físicas e as outras. A culpa. A raiva. Sim. Ainda sinto isso tudo, o físico e o não físico. Mas já não vejo só problemas. Já vejo soluções. Mas sinto. E lembro-me.

Sinto e lembro-me de tudo de há um ano como de há 21. E o problema é exactamente esse: lembrar-me e sentir. Demasiado.

Mas…mas não fico presa ao que já foi aos 17 anos e que me deixou de sorriso no rosto. Mas não fico presa ao que já foi aos 37 anos e que me roubou o sorriso e a vontade de voltar a sorrir.

Fico presa a mim, apenas. Com alfinetes. Com alinhavos. A seguir o meu molde e o meu modo de sentir e {re}viver.

image