Daily Archives: 13/01/2016

#day13 out of 365plus1

O bom das agendas em papel é poder escrever nelas. Anotar datas, lembretes, frases batidas ou intocadas. Poder dar cor às páginas brancas, seja com letras ou rabiscos que podem ser desenhos.
Colar-lhes Post-it’s como se fosse uma colecção de postais ilustrados, não dos que se recebem mas dos que se enviam.
O bom das agendas em papel é poder ter na ponta dos dedos um dia atrás do outro atrás do um. Alguns ainda por preencher, outros que ainda não chegaram mas que já estão marcados, outros que já passaram com mais ou menos histórias mas sempre com História. Mas sempre ali, na ponta dos dedos, em papel, como se cada um dos dias pudesse ser palpável, pudesse ser tocado.

O bom das agendas em papel? Cada letra, cada risco, cada rabisco, cada Post-it, cada lembrete, cada recado, cada frase, são como cicatrizes de joelhos esfolados de subir às árvores, de jogar à bola ou de cair de bicicleta. Estão lá gravadas, na pele, como a caneta no papel. E sabemos sempre que cada uma dessas cicatrizes nos leva numa viagem da memória às coisas boas, que fazem rir e sorrir em escadinhas. As outras coisas, que também deixam marcas, não são anotadas na permanência do papel. Só as boas.

O bom das agendas em papel? É tudo isto e tudo o mais que gravar em cada uma das folhas e que sei que fica lá. Marcado na pele. A minha.

image