#day139 out of 365plus1

Um dia volto a escrever-te. Não me lês, eu sei, mas voltarei a escrever-te um dia. Não um dia longínquo, daqueles que podem nem acontecer. Mas um dia daqui a poucos dias, um dia daqueles mais calmos de volta a horários regulares. Em que consiga parar sem me preocupar com o despertador a tocar ainda de noite para regressar a casa já com o Sol a despedir-se.

Um dia volto a escrever-te. Não me lês, eu sei, mas voltarei a escrever-te o tanto que quero contar-te. O tanto que quero dizer-te. Nada que não saibas já, mesmo que não me leias. Nada que te seja completamente novo. Mas voltarei a escrever-te. Sobre dançar à chuva, rir sem pressa e quase sem motivo. Sobre a Lua que me acompanha ainda que tu acompanhes o Sol.

Tenho vontade de te escrever. Um dia volto a escrever-te. Não me lês, eu sei. Mas voltarei a escrever-te. Um dia.

image

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.