#day363 out of 365plus1 

Não gosto de elogios. Não sei lidar com eles. 

Não gosto que me apontem as minhas falhas também, mas apenas porque as reconheço e sei o que são: falhas. E ninguém gosta de falhar. 

Também por isso não gosto de elogios. Porque, sei-o, acabarei por não corresponder, acabarei por falhar. 

Não gosto de elogios também por me tirarem da média. Por me fazerem sentir a escapar da norma. Quando tudo o que quero é seguir a norma. Ser normal. 

Um elogio deixa-me sem saber como reagir. Eleva-me a um patamar que não reconheço. Faz-me sentir acima da média quando tudo o que procuro é isso mesmo, ser apenas média. Não quero ser nem pior nem melhor que nada. Não quero criar expectativas que sei que não irei corresponder. Porque acabo sempre por não corresponder. Porque “não tem perfil” ou “és instável, sempre foste”. 

Não quero ser outra coisa que não a norma. Não quero ser outra coisa que não média. Não quero ser outra coisa que não apenas mais uma. Não quero a diferença. Não quero ser diferente. Seja num atendimento telefónico, seja na forma como sinto tudo, seja onde ou como for. Não quero continuar a ser diferente. 

Não, não sei lidar com elogios. Não, não sei sequer se os mereço porque sei, à partida, que acabarei por desiludir, acabarei por falhar. Quero apenas que me deixem ser igual. Sem factor diferenciador. Estou cansada de ser diferente… 

One thought on “#day363 out of 365plus1 

  1. Pingback: {#página13}  | Life is Like a Box of Chocolates

{comentários}