{#página50} 

O toque. 

O cheiro. 

O som. 

O calor. 

Tudo isto marca a presença. 

A falta de tudo isto recorda a ausência. 

Desde sempre. E desde sempre que a maior presença é, precisamente, a ausência. 

{comentários}