{#página90} 

– Gosto de saber que estás melhor! 

– Não estou melhor. Estou…diferente.

– Não! Consigo perceber que estás melhor. 

– Não. Estou diferente. 

– Tu estás melhor! 

– Não… Apenas diferente… 

Verbalizar assusta-me… Por isso mantenho: estou apenas diferente. 

{e as projecções, sempre as projecções! Para o bom e para o mau. Até quando? E como saber distinguir entre uma projecção e outra coisa qualquer…?} 

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.