{#página103} 

Voltar 987 dias depois. Porque às vezes é preciso voltar e enfrentar. Inevitavelmente reviver. Tudo. Como um filme em exibição na minha cabeça em sessão privada e contínua. 

Aceitar? Talvez. Talvez um dia. Sim, acabarei por aceitar. Esquecer? Não é possível. Mas é possível recordar com menos dores. 

Voltar. 987 dias depois. 

E continua a ser um lugar medonho. 

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.