{#página183} 

Dia 2 de Julho, o dia do meio. Aquele que não já não pertence à primeira metade do ano nem chega a tempo da segunda metade. Um dia que não pertence a lado nenhum ou um dia especial porque único e diferente? 

Ou simplesmente só mais um dia atrás do outro atrás do um. 

Último dia de férias, segundo dia do mês que me assusta. Felizmente amanhã retoma-se a rotina dos dias ocupados, de cabeça sem tempo para pensar. Ainda que as memórias, essas, as sinta por inteiro na pele. 

Dia 2 de Julho. O dia do meio. O dia que não pertence a lado nenhum. Como eu. 

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.