{#página278}

Brincar com cores. Num feriado com sabor a domingo que soube a pouco que soube bem.

Estou cansada de me sentir sempre cansada. Muito provavelmente devido à medicação que me deixa com sono o dia todo e me faz ir para a cama a horas ridículas. Medicação que, neste momento, já não me faz sentido. Que apenas me condiciona os horários e a minha capacidade de estar disponível para mais do que o horário de trabalho.

Vou brincando com cores apesar do sono constante num feriado de descanso, filmes no sofá e uma breve sesta depois de almoço. Brinco com cores porque estou cansada do preto e branco e, até, do cinzento que também é cor.

Há quanto tempo deixei de me focar nas cores…? Se só hoje dei pela falta do amarelo das flores do caminho para casa……

Fazem-me falta. As flores e as cores. E é também aí que a medicação me condiciona. E é também por isso que cada vez me custa mais mantê-la.

Preciso de me focar novamente. Nas cores mas, acima de tudo, em mim também. Nas minhas cores que vão além do cinza escuro, do preto e branco. E do cor de rosa que se escondeu não sei onde nem sei porquê.

Vou brincando com as cores. Talvez assim volte a reencontrar-me por aí, mesmo que sob o efeito da medicação que não quero manter.

{comentários}