{#90.276}

“Sê o amor que nunca recebeste.”

Mesmo que insistentemente te pisem, te façam sentir uma pedra no caminho ou algo que está a mais, sê amor. Daquele que ainda hoje te negam o direito por te fazerem sentir uma intrusa, alguém que não pertence ali mesmo que ali seja o teu lugar desde sempre.

Sê amor.

Não sei ser outra coisa. Não sei ter outra coisa para dar.

Também sei ser pedra mas sou acima de tudo amor.

Ainda que não o queiram receber, é o que sou.

Sou aquilo que nunca recebi.

Sou amor.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.