{#250.116}

Quantas interpretações pode ter “estar com a cabeça longe”?

Aquelas que se quiser. E talvez uma delas esteja certa. A verdade é que ando com a cabeça longe. Por nada de extraordinário, nem negativo, mas ando longe. Ou melhor, até ando relativamente perto mas com a cabeça fora do sítio.

Mas sabe bem este longe, fora do sítio. Sabe bem e faz bem porque, apesar de tudo, não perco os vários focos. E ainda bem.

Cabeça longe, fora do sítio. Há muito tempo que não estava assim. E é tão bom estar novamente.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.