{#340.26}

Estar bem é bom. Especialmente quando estou bem comigo mesma. E foi um longo caminho até cá chegar. Mas cheguei. Aliás, todos os dias chego um pouco mais.

Não posso esquecer-me que tudo muda num instante. Mas posso lembrar-me de como já estive e onde não quero voltar. Por isso, aconteça o que acontecer não posso deixar de estar bem comigo mesma.

Tenho medo. Claro que sim. Porque tudo muda em menos de nada. E apesar de estar bem sei que não estou, ainda, forte o suficiente para surpresas negativas. Por isso foco-me nas coisas positivas e nas surpresas boas que gostava de ter. E são tão simples. Coisas tão pequenas e tão simples. Um café. Um jantar. Uma saída. Uma conversa. Uma presença. Coisas tão simples que são, para mim, tão grandes.

Foco-me no que é bom. No que é positivo. Porque é bem que quero continuar a estar. E porque quero deixar de ter medo de dizer que estou bem por receio que deixe de estar.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.