{#283.83.2019}

Azul tem sido a cor dominante nos meus momentos lá fora. O cinzento está para breve, por isso agarro o azul com as duas mãos para não o deixar fugir.

Mesmo que me estejam a faltar tantas outras cores. E eu preciso, tanto, de cores.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.