{#304.62.2019}

Não sei porque insisto em vir aqui todas as noites para escrever alguma coisa. Sei, sim, que se não vier vou-lhe sentir a falta, como se estivesse a falhar um compromisso qualquer importante. Compromisso esse que assumi, de facto, comigo mesma há mais de 5 anos quando me era urgente debitar palavras no éter.

São já mais de 2000 publicações. 2010 para ser exacta. Muitas delas, de outros tempos, muito intensas, cheias de significado, carregadas de dores de crescimento. Outras, mais recentes, praticamente vazias de conteúdo. Mas que me confortam por saber que posso vir aqui deixar coisas leves também.

Não sei até quando continuarei a vir aqui fechar o dia. Não me vejo a fechar esta porta. Mas pergunto-me, tantas vezes, se continua a fazer sentido.

Para mim, sim, ainda faz sentido. E é para mim que escrevo desde o primeiro dia por isso é normal que continue a voltar cá todas as noites. Mas venho aqui para dizer o quê quando nada acontece lá fora que me faça debitar no éter palavras cheias?

Anda tudo tão vazio… Talvez seja também isso que me mantém aqui. Numa tentativa de preencher esse vazio com alguma coisa que não sei o quê.

Enfim… Mantenho o post diário. Até um dia que não sei quando.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.