{#336.30.2019}

Foi há 3 anos que recomecei a trabalhar por conta de outrem. Lembro-me que estava frio e eu estava assustada, com medo de falhar e que a experiência não durasse mais que umas quantas semanas.

Estava um caco emocional. E fui atirar-me para a boca do lobo: atendimento telefónico. Que já tinha experimentado mas que nunca é igual.

Não sei como consegui superar todos aqueles receios e todas as fragilidades que levava comigo. Quando ainda me era difícil dormir, por exemplo. Quando chegava ao trabalho 45 minutos antes porque tinha medo de me atrasar. Quando o mundo não fazia qualquer sentido mas era preciso trabalhar.

Os primeiros dois anos foram assim. Estranhos. Duros. Um caos. Há um ano terminou a linha de atendimento e mudei de equipa. Para o bem e para o mal, tudo mudou. Continua a ser difícil. Mas hoje já com uma estabilidade que há 3 anos não tinha.

Já não estou um caco. Mas também não poss dizer que estou a gostar do que faço. Ou melhor, gosto. Mas há pormenores que me agastam. Enfim…

3 anos hoje. 3 anos depois posso dizer que sobrevivi. E que continuo a lutar todos os dias por um bocadinho mais de estabilidade emocional que, apesar de estar em paz, ainda me é frágil.

3 anos. E parece que foi ontem.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.