{#79.288.2020}

Não sei até quando vou aguentar não ver ninguém.

Hoje fui à rua porque era preciso ir à mercearia. E foi estranho. Ao mesmo tempo soou um bocadinho a normalidade. Mas uma normalidade absurda, com medo do gesto mais simples. E eu nunca soube lidar com o medo.

Mais uma noite mal dormida. Acordar a meio da noite e dar voltas na cama para voltar a adormecer não ajuda em nada. Já perdi a conta às noites mal dormidas dos últimos tempos que só pioraram nos últimos dias. Não dá…

Isolamento e quarentena não são a mesma coisa. E se eu estou em isolamento, também há quem esteja em quarentena. E também isso me preocupa.

Não sei como vou conseguir lidar com tudo isto. Não sei os estragos que tudo isto vai trazer. E tenho medo. De tudo. Da situação em si, do isolamento e dos estragos.

Só sei que os próximos tempos não vão ser fáceis. Já não estão a ser. E eu não sei o que fazer para suavizar tudo isto. Só sei que preciso de pessoas. E agora não as posso ter.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.