{#87.280.2020}

Havemos de aprender muito com tudo o que se está a passar no mundo. O isolamento forçado sem data prevista para terminar não pode ser em vão.

Ter coisas como garantidas já não faz sentido. Há que reaprender a valorizar o que se tem.

Neste momento o que mais me incomoda é a distância. Das pessoas que trago em mim e comigo.

A ansiedade está cá. Durante o dia mal se nota, mas as noites…as noites são interrompidas por um estado de alerta permanente.

Tudo isto vai passar. Não sei quando nem como, mas eventualmente vai acabar por passar. E eu vou ter que conseguir aguentar e sobreviver a mais um desafio.

E no meio disto tudo a saudade… Felizmente existem as redes sociais para acalmar um pouco a saudade. Porque, afinal, nada mudou e a rotina mantém-se.

Andrá tutto bene. Vai ficar tudo bem.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.