{#111.256.2020}

Pequenos nadas. Sempre os pequenos nadas. Que agora me são ainda mais importantes. Porque me sabem bem. E, ao saber-me bem, fazem-me bem.

O gut feeling está adormecido, por não saber quando termina este distanciamento imposto. Mas o desânimo está a querer instalar-se no seu lugar.

Vou insistindo nos pequenos nadas. Já me falta tanta coisa, não vou deixar que me falte isto também.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.