{#116.251.2020}

Sábado. Pouco ou nada a assinalar. Mais um dia, menos um dia.

E o isolamento imposto que continua sem se saber até quando. Valem os contactos online para ajudar a manter a estabilidade da saúde mental. Mas continuam a faltar-me pessoas por perto. E sinto que se afastam.

Mas não posso esquecer-me que, se esse afastamento acontece, não sou eu que fico a perder.

De resto, ninguém larga a mão de ninguém.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.