{#132.235.2020}

Estou cansada do isolamento imposto, do confinamento, da quarentena, do que lhe quiserem chamar. Tenho saudades da vida normal, mesmo que não fosse assim tão diferente do que é agora.

Estou cansada de não ter uma noite de sono inteira, sem acordar porque sim.

Estou cansada disto tudo. Mas ainda agora começou…

Tenho saudades de participar em algo colectivo, mas um colectivo com proximidade social. Não este colectivo de confinamento e distância social.

Estou cansada. E um dia quebro. Não hoje, não agora. Mas um dia irei quebrar.

Até quando irei aguentar a distância…? E o que é que a distância ainda vai trazer? Mais afastamento? Mais “nadas”?

Estou cansada.

Muito cansada.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.