{#162.205.2020}

Mais uma volta da Terra sobre si própria. Mais uma volta minha até à beira da praia.

Mais um dia sem História nem histórias.

Mais um dia igual a tantos outros, ainda que sendo feriado a meio da semana.

Amanhã repete.

Até quando é que os meus dias vão continuar a ser sempre iguais?

Às vezes sinto-me como se estivesse em construção. Numa obra sem fim à vista. Mesmo que já não me sinta destruída como há uns anos, sinto que ainda há um longo trabalho pela frente.

Acho que só quando esse trabalho de (re)construção terminar é que vou conseguir fazer algo de diferente com os meus dias. Até lá vou sentindo o que tenho. Nem que seja saudades.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.