{#183.184.2020}

A precisar de um ritmo só meu, num espaço que é meu. Mas o espaço está ocupado e o ritmo marcado por outros.

Preciso de poder lamber as feridas. Preciso do meu espaço e do meu tempo para serenar e evitar descarrilar.

Preciso de não me perder de mim, depois de tanto tempo que me levou a encontrar-me.

E as saudades de quem não chegou a ser ainda existem e marcam presença.

Assim como as saudades de quem eu queria ter mais perto e não tenho.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.