{#210.157.2020}

Há dias em que não fazer nada faz sentido. Não hoje. Hoje apetecia-me fazer alguma coisa digna de nota. Mas não fiz. E a minha cabeça ressente-se de não ter feito nada.

Tenho que aproveitar melhor os dias de férias que ainda me restam. Fazer mais praia com mais tempo, embora o vento seja um obstáculo. Fazer diferente. Acalmar os alarmes que ameaçam disparar com o fim de Julho a chegar.

É preciso mudar. E aproveitar o tempo enquanto ainda posso.

Mas sinto-me, outra vez, demasiado sozinha e não gosto. Ninguém larga a mão de ninguém? Não sei. Se calhar é Julho a falar e eu a dar-lhe ouvidos. Mas estou, de facto, sozinha.

Agosto também é memória de calendário. E este ano não vai ser fácil lidar com Agosto. Mas vai ter que acontecer.

Até lá, é importante fazer diferente. Fazer melhor. Fazer acontecer.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.