{#307.60.2020}

Nada.

Nada de nada.

Nem um pequeno nada.

Simplesmente nada.

E, por isso mesmo, sempre a ideia de que o problema sou eu. Gostava de estar enganada. Mas duvido que o esteja. Porque nada. Silêncio. E só silêncio…

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.