{#29.337.2021}

Chegar ao fim da semana. É esse o objectivo todas as semanas. E tenho conseguido chegar com a minha sanidade mental em melhor estado hoje do que no início do confinamento apesar de não sair de casa para dar uma volta há 15 dias. Saí no domingo para ir votar, mas não pude ir dar uma volta, por isso é como se não tivesse saído.

Faz-me falta sair para ir até ao café depois do trabalho. Mas com o café fechado não vale a pena sequer pensar em sair. Até porque não é permitido andar por aí. Mas está a fazer-me falta dar uma volta.

Talvez amanhã vá até à mercearia. Sempre estico as pernas e mexo-me um bocadinho, que bem preciso.

Por agora descanso e planeio o dia de amanhã: da cama para a sala, da sala para o quarto com passagem pela cozinha e de regresso à sala para terminar o dia de volta à cama.

Tenho que procurar um bocadinho de humor nisto tudo ou enlouqueço. Já basta a semana com pouco trabalho, reflexo do confinamento.

Entretanto, de novo as saudades do Sol. Mas agora, mesmo que pudesse sair, também não o conseguiria ver por causa do céu cinzento constante. Por isso, olho para cima e tento fazer de conta que sinto o Sol no rosto.

Chega por hoje. Estou cansada. Até cansada de estar cansada. Desligo por hoje. E deixo o meu boa noite aqui, assim como irei deixar também ali.

Boa noite.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.