{#115.251.2022}

Feriado e o dia em que estava prevista a tempestade perfeita. Confirmada de véspera, desmarcada quase em cima da hora porque ainda há uma pandemia lá fora…

Vamos ter que esperar mais umas semanas para ver o que vai sair daqui.

Dar uma oportunidade à vida, disseram-me. E tenho-o repetido quase diariamente desde que começou este jogo de tempestade perfeita vs porto de abrigo. Não contava era com o que a vida me está a querer dar. E está a tornar-se algo mais sério do que alguma vez pensei ser possível. Está a dirigir-se para caminhos sensíveis e ainda difíceis. Mas está a fazer-me pensar. E pensar muito. Mais do que gostaria.

Já não sei muito bem o que fazer…mas pondero começar a fazer ponte área. Porque a distância a isso obrigaria. Porque a tempestade perfeita está longe, muito longe embora se aproxime regularmente.

Não sei que faça…Sei, sim, que o porto de abrigo não é opção. Já o sei desde o início mas durante muito tempo acreditei que algo iria mudar. Nunca pensei que fosse eu a mudar…

Enfim. É o que é. Um caso e outro. E eu no meio. A precisar, com urgência, de uma conversa de raparigas para esclarecer ideias e pôr a cabeça no lugar.

Mais uma vez digo: vamos ver. E o que tiver que ser, será.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.