{#129.237.2022}

Começo a semana cansada e sem saber muito bem porquê. Afinal, não adormeci demasiado tarde, não fiquei na conversa até depois da hora, descansei no fim de semana, a noite não foi muito diferente das anteriores, apenas acordei meia hora mais cedo do que era suposto.

O corpo, esse, está cansado. E dá sinais de que algo não está a 100%. Talvez seja apenas o início da mudança…

Há mudanças que não podemos evitar, por muito que não as queiramos. Porque são biológicas. Mais do que apenas físicas. São daquelas mudanças inevitáveis, que sabemos que vão acontecer mas para as quais nunca se está preparada. Eu sei que não estou…mas desconfio que essa mudança está mais próxima do que eu gostaria.

Não estou preparada hoje, como não estava preparada há 35 anos aquando da primeira grande mudança. São etapas, dizem. São marcos. Sei que não sou grande fã de mudança, mas desta em especial não sou mesmo. E não a quero. Não já. Não ainda…

Logo agora que há planos, que há sonhos que não sei se quero seguir, logo agora…agora não. Não quero isto que nem sei se já está, de facto, a chegar. Simplesmente não quero.

Quero continuar a ser uma miúda, com tudo o que isso implica. E sinto-me a ser obrigada a crescer à força.

Não, não estou preparada. Nem quero estar, apesar de saber que tenho que me preparar. Pelo menos psicologicamente tenho que me preparar. E não sei como fazê-lo.

Se estou assustada com tudo o que essa mudança implica? Estou. Já tinha sido chamada a essa realidade, a essa proximidade e não gostei. Lembro-me que na altura não gostei nada por achar que ainda estaria longe. Mas hoje, porque algo me faltou e falta há uns dias, caiu-me a ficha de que, afinal, pode estar mais perto do que esse longe que eu quis que fosse verdade.

Não. Não estou preparada. Não quero esta mudança. Mas não a posso evitar…e isso, a simples ideia da proximidade, não me está a fazer bem. Está a deixar-me muito desconfortável porque estou a ver o tempo passar demasiado depressa e o meu tempo a terminar…

Não. Não está a ser fácil. Não agora. Não já. Não ainda…

Não quero. Mas não há como evitar…

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.