Daily Archives: 11/05/2022

{#131.235.2022}

Quarta feira, dia do meio, dia nim, nem não nem sim. E o cansaço. Muito cansaço. Mas ligeiramente melhor que o estado de exaustão de ontem.

Retorno matinal do meu porto de abrigo. Até ver, silêncio e distância da tempestade perfeita.

E é isto. É basicamente a isto que se reduzem os meus dias para lá do trabalho. Mas o que me está a preocupar realmente é o estado de cansaço extremo em que ando. Eu sei que durmo mal, sei que acordo muito cedo, passo mais de três horas por dia só em deslocações, adormeço mais tarde do que devia. Mas mesmo assim… Não gosto de me sentir assim e muito menos sem perceber porquê. Será, talvez, a minha hipocondria a falar, claro. Mas mesmo assim…

Já só faltam dois meses para as minhas merecidas férias. Vamos ver como corre esse tempo até lá. Vai ter que correr bem. Vou ter que reajustar horário de ir dormir, por muito interessante que a conversa possa ser. Simplesmente porque, por algum motivo, não aguento o cansaço que carrego.

Hoje volto ao ritual nocturno, há muito tempo que não me dedico a deixar uma simples mensagem de boa noite. Não porque não me faça sentido, apenas porque decidi, com a aproximação da tempestade perfeita, afastar-me um pouco do porto de abrigo. E não posso. Corro o risco de perder o pouco que ainda tenho, e isso não quero.

Não sei no que vai dar esta confusão da tempestade perfeita, só sei que não posso perder a tranquilidade do porto de abrigo. Aconteça o que acontecer, não posso. Nem quero.

Se o ritual nocturno vai ter retorno? Curiosamente acho que não. Mas é o que é. E fica o meu gesto registado. E só isso me importa. Porque me faz sentido. E me faz bem.

Hoje chega. O cansaço é muito. O sono também, especialmente por ter acordado uma hora antes do despertador tocar depois de mais uma noite interrompida. E depois acho estranho o cansaço…enfim. Encolho os ombros e sigo para mais uma noite que logo se vê como vai correr.

Amanhã será melhor. Mais cansada, provavelmente. Mas será melhor. Simplesmente porque eu quero que assim seja.