Daily Archives: 13/07/2022

{#194.172.2022}

Quarta feira. Agora sei que é quarta feira. Não o sabia quando deixei o trabalho para trás. De que valem as boas avaliações no trabalho quando se chega ao fim do dia sem saber que dia da semana é?

Calor. Muito calor ainda. E eu começo a dar sinais de pouca resistência ao calor. A noite foi má, não só interrompida pelo motivo habitual mas também pelo excesso de calor.

E volto a não ter retorno. Nem à noite, nem de manhã quando costuma ser hábito. E, claro, na minha cabeça fazem-se filmes. Diferentes dos habituais, mas nem por isso menos plausíveis. Quero muito estar errada, mas se estiver certa não me admiro. Enfim…para já não são mais do que filmes. Mas a ausência permite que eles se desenrolem. E ausência custa a aceitar, especialmente quando me disseram que nada teria que mudar. E por isso mesmo eu retomei os rituais depois de uns dias diferentes. E depois de me apontarem essa mudança. Sim, é sinal que a mudança foi sentida e foi recebida e até percebida, mas talvez não totalmente. A verdade é que voltei aos rituais no registo de sempre. E agora, de um dia para o outro, o silêncio, a ausência. Não gosto disso.

Lembro-me, todos os dias, daquele primeiro dia. Daquele momento em que percebi que já não havia volta a dar. Todos os dias me lembro. E todos os dias confirmo que, se voltasse atrás, faria tudo exactamente da mesma forma. E sei que iria gostar da mesma forma.

Não é possível voltar atrás e repetir o primeiro dia. Mas é possível fazer diferente daqui para a frente. Mesmo que me apontem essa diferença. Mereço mais do que silêncio e ausência. Mas e se eu for silêncio e ausência? Não sei se o consigo ser. Mas às vezes penso que devia ser. Só a ausência permite sentir falta de algo. Vamos ver…tenho que pensar sobre o que fazer a seguir. Mas estar sempre presente nem sempre é positivo.

Vou ter que, em silêncio, sentir a ausência. E, quem sabe, fazer-me ausente. Quem sabe se fará diferença…

Só quero que esteja tudo bem. E acredito que esteja. Mas queria mais do que silêncio e ausência…