{#261.105.2022}

Domingo. Dia de recarregar baterias e repôr energias. Acordar cedo, fazer tempo para a consulta habitual com o terapeuta fofinho, voltar para a cama. E conseguir dormir e descansar. Estava a precisar.

Sair de casa um bocadinho ao fim da tarde para um bocadinho de esplanada e aproveitar o fim do Verão. Soube bem.

Durante todo o dia fui pensando no silêncio e ausência dos últimos 20 dias. E fui percebendo que não estou apenas magoada… Chego a estar zangada, também. Porque sei que mereço mais, mereço melhor. Mas, até ver, a minha ausência não faz diferença.

Até que, esta noite, a contagem foi interrompida. Não foi iniciativa minha, tal como eu sempre disse que não seria. Mas, para já, não passou ainda de um picar de ponto. A razão? Não sei. E não me parece que vá saber hoje. E talvez nem amanhã.

Enfim…vamos ver. Eu continuo onde sempre estive. Não fui eu quem desapareceu. Quem deixou de dizer olá. Se eu me afastei? Sim, claro. Cansei-me de ser sempre eu a tomar a iniciativa. E, numa relação, mesmo que apenas de amizade, tem que haver equilíbrio e reciprocidade. Afinal, são duas pessoas que formam uma relação. E, se são duas pessoas, ambas devem contribuir para a dinâmica existente.

Equilíbrio e reciprocidade. Não peço muito. Se a relação de amizade é para manter, tem que haver equilíbrio e reciprocidade.

Hoje a contagem foi interrompida. Com um simples picar de ponto. Com uma pergunta banal. Vamos ver.

Amanhã, dia de regressar ao trabalho a partir de casa. Por hoje…mensagens a chegar. Vamos ver…

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.