{#023.344.2024}

Terça feira e continuam a chegar mensagens e telefonemas a perguntar se estou melhor ou o que se passou no sábado. E, logo pela manhã cedo, telefonema do professor de Yoga para saber o que se passou e como estou. E a reforçar que tenho que realizar os exercícios que me recomendou para fazer em casa para treinar o equilíbrio. Admito que esse exercício específico não fiz ainda. Mas dou-lhe razão quando me diz que é importante fazê-lo…

Amanhã é dia de aula de Yoga e irei conversar com ele novamente sobre o que se passou e o que devo fazer em casa. Mas quando implica poses de equilíbrio tenho sempre medo, mesmo nas aulas. Já caí várias vezes…

Entretanto o dia passou de certa forma rápido. E ainda de manhã percebi que me constipei. Mais uma vez. Tantos anos sem me constipar e em menos de um mês já vou na segunda. Também ninguém me mandou ontem à noite estar mal agasalhada naquelas três horas ao telefone. Foi difícil voltar a aquecer quando me deitei. Portanto a constipação não é surpresa. Agora é aguentar o desconforto e esperar que passe.

Hoje foi assim. O Sol brilhou o dia todo, não esteve frio e o céu sempre sem nuvens. E um pôr do Sol na praia com umas cores lindas. E, mesmo depois do Sol se despedir, o espectáculo de cores continuou na linha do horizonte já de noite. Não me lembro de alguma vez ter visto um espectáculo destes. Maravilhoso. Custou o caminho até lá, o regresso mais demorado também não foi fácil, mas valeu tanto a pena.

Amanhã não vou poder ver o pôr do Sol na praia. Mas só o de hoje foi muito bom. Sexta feira estou lá de novo.

Agora é tentar respirar por um nariz profundamente entupido, tentar evitar espirros e dormir cedo. Ou pelo menos mais cedo do que nas últimas noites.

Amanhã? Vai ser um bom dia.

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.