{#042.325.2024}

Sem luz. Nem em casa, nem na rua. E se há coisa que me deixa seriamente desconfortável é quando falha a luz à noite.

É meia noite e meia, daqui a pouco faz uma hora que a luz se foi. Em casa, na rua, no bairro inteiro e, não duvido nada, na Costa toda. Faz-me muita confusão a escuridão acompanhada de um silêncio ensurdecedor. Já não há carros a passar, vieram os bombeiros para o prédio em frente no momento em que a luz se foi e, por alguns minutos, os rotativos azuis eram a única luz que se via por aqui. Não sei o que vieram fazer, só sei que já foram embora. No meio do silêncio ensurdecedor, ouve-se perfeitamente o som do Mar lá ao fundo.

Não tenho medo do escuro. Mas não me sinto confortável no meio da escuridão. Desde sempre que é assim.

Tentar saber o motivo através da EDP não é fácil. A app da EDP nem sequer abre. No site só se encontra o contacto para Reportar avarias/falhas. Eu não quero reportar. Eu quero que alguém me atenda (o atendimento automático não me serve nem me enche as medidas), quero saber se é só no bairro e qual a previsão para que o serviço regularize. Mas não há forma de saber através da EDP (ou eu não encontrei).

E, sempre que por algum motivo há falha de luz, recordo sempre aquele episódio da cegonha que deixou meio país às escuras durante demasiadas horas. Ou, ainda, aquele bastante mais recente que, numa tarde de Verão, algures em França se deu uma falha na rede e Portugal foi afectado durante algumas horas.

O dia hoje não foi fácil, não foi bom. Há meses que dizia que não conseguia chorar. Hoje consegui. De forma inesperada depois de passar o dia todo a engolir a frustração da minha situação actual. O que me fez chorar (e muito!) nada teve que ver com o que se passa comigo actualmente. Foi, como disse, uma dor inesperada. Que, se serviu para alguma coisa, foi para finalmente me fazer chorar. Eu sei que esta história não acaba aqui. Como é que sei? Porque não pode. Porque não quero. E somos dois a não querer…

Continuo sem luz. Já devia estar a dormir. Mas não há sono. E agora não há coragem de ir para a cama… Não vou poder acender o candeeiro que fica ligado toda a noite porque não fico confortável na escuridão…

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.