Daily Archives: 12/02/2024

{#043.324.2024}

O que é, ou COMO é afinal essa coisa da Visão Dupla? Não sei, ainda, dizer O QUE É, ainda não questionei com tempo o neurologista, mas COMO É? É mais ou menos isto que está na imagem.

Tentem ler um texto assim. Ou mesmo legendas na televisão. Agora tentem escrever qualquer coisa, por mínima que seja, por exemplo um “sim” ou um “não”. Parece fácil? Claro que não! Porque não é fácil! Mas é assim que estou desde sexta feira à noite.

Não é dos óculos porque sem eles acontece o mesmo. Uma pessoa vai-se habituando e arranja truques, como por exemplo fechar um olho para não haver duplicação da imagem.

Sei que não é, de todo, bom sinal. E que não devia deixar acontecer durante tanto tempo. Sim, hoje ainda é só segunda feira e eu estou assim continuamente desde sexta. Parece pouco tempo, mas neste caso é muito tempo. Não é bom sinal…

É um surto da doença que ainda não está oficialmente diagnosticada? Muito provavelmente. Se devia ir à urgência do Hospital? Talvez. Mas já sei que me vão dizer que não têm como fechar o diagnóstico ainda. É preciso esperar pelo resultado dos exames efectuados no internamento para fechar o diagnóstico…

Fica aqui uma pequena ideia do que se passa comigo. Agora digam que eu gosto de dramatizar…

Já não ando sem auxílio e hoje já levei a muleta à rua. Tenho esta coisa de Visão Dupla a chatear constantemente. Até em casa tenho que me apoiar nas paredes quando caminho, por exemplo, da cozinha para o meu quarto, que ficam lado a lado. Tenho dores de cabeça todos os dias. As coisas caem-me das mãos por nada. Estou dependente de terceiros para coisas básicas como trazer o jantar da cozinha para a sala. Custa-me horrores dobrar-me e ficar com a cabeça para baixo quando tenho que apanhar alguma coisa que me caiu das mãos. E podia continuar com a lista…

Se, ainda assim, continuarem a achar que eu gosto de dramatizar, então está bem… Mas não vos desejo NADA disto…

O que eu queria? Era ficar boa. Já sei que isso é impossível, porque isto não tem cura. Queria, sim, aprender a lidar com a frustração que isto me causa. E não sei. Por isso, tal como agora que voltei da rua aos S’s, fico facilmente impaciente e intolerante e de mau humor.