Sobre

Como assim, sobre? Falar de mim, apresentar-me, é isso? É o pior que me podem pedir. Não por não saber quem sou, mas exactamente por saber precisamente quem sou e ter noção que posso ser assustadora.

Mentira! Sou só eu, tão normal como outra pessoa qualquer, tão longe da normalidade como qualquer outro ser. Tão eu, tão chata, tão parva, tão assim, tão mau feitio, tão tão tão tão. Tão tudo, tão nada.

É esperar para ver. Ou para ler. Ou ou ou ou ou ou isso.

Aqui não se aprende nada, não se emburrece também.

E como diz a outra, que até sou eu: Se perguntarem por mim, dir-vos-ei que não estou. Esta que vos fala é outra que não eu.

PS: Não temos livro de reclamações. Mas temos caixa de comentários.

{diz que anda pelo Twitter e pelo Facebook, raramente responde pelo nome próprio quando está em feiras, anda aos fins de semana com a casa às costas a fazer pela vidinha, mas dizem que não é empreendedorismo, são conceitos. Cose umas coisas à máquina, outras à mão, embrulha bebés em slings ali todos enroladinhos e baba com os sobrinhos.}

3-Vintage-Umbrella-Tap-Shoes

{comentários}