{21 anos}

um ano escrevia sobre há 21 anos.

21 anos já. Como se tivesse sido ontem, lembro-me de tudo. Até dos bilhetes que na véspera tinham ficado esquecidos em casa dos meus tios.

Mantenho o que dizia há um ano. Hoje faria tudo novamente. Mudaria do comboio para o avião. Voaria e faria de conta que a aterragem não custa nada. Custa sempre, por muito que se antecipe a aterragem. Por muito que nos preparemos para ela.

21 anos depois já não tenho DocMartens nos pés nem a mochila às costas. Mas mantenho os sonhos de amores adolescentes e acredito naquela magia que faz da distância uma barreira que não existe.

21 anos depois e pouca coisa mudou. Quando é que parte o próximo vôo?

hot-balloon-yarra-valley-australia-14

{comentários}

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.